Um pouco sobre a Finlândia

Hyvää päivää! É assim que você diria “bom dia” se estivesse na Finlândia agora. Enquanto a língua finlandesa pode parecer difícil, as pessoas acolhedoras da Finlândia teem prazer em ajudá-lo a praticar como você vive como um Finn.
A Finlândia é um lugar de belezas naturais. As cores azuis e brancas da bandeira finlandesa representam os milhares de lagos da Finlândia e a neve do inverno.
Finlandeses levam o ambientalismo muito a sério, e incorporam o tempo gasto na natureza em suas vidas cotidianas. Embora haja muitas áreas urbanas, você nunca está muito longe de florestas verdes, do céu azul e ar fresco. Durante os meses de Julho e Agosto, os finlandeses geralmente deixam a cidade para passar o tempo em casas de campo. Eles apreciam a natureza como fonte de tranquilidade e de energia, que traz equilíbrio para os seus estilos de vida.
Um dos aspectos mais interessantes da vida finlandesa envolve ir à sauna. Quase todas as famílias têm uma sauna em casa, e eles se refugiam nelas como um oásis de relaxamento e contemplação. A sauna é um lugar para conversar livremente com os amigos e familiares. Em um dia de neve, você vai ser capaz de se manter aquecido quando for para a sauna com a sua família e amigos.
Embora ambos os pais trabalhem, muitas vezes, as famílias finlandesas se reúnem nos finais de semana para visitar casas à beira do lago ou parques florestais. Os finlandeses gostam muito do ar livre, e curtem assistir e praticar esportes como hóquei no gelo, esqui, futebol e atletismo. O Teatro também é um dos lazeres mais populares, com muitos grupos atuantes, profissionais e amadores que oferecem performances regulares.
Festivais de música em Helsínquia e em outras cidades grandes são bastante populares no verão. Os jovens têm bastante liberdade, mas eles também têm uma grande responsabilidade. Lealdade e confiança são os ingredientes essenciais das famílias finlandesas, e as crianças e adolescentes geralmente podem andar sozinhas, graças a um país seguro e um bom sistema de transporte público.
O sistema escolar finlandês é considerado um dos melhores do mundo, proporcionando aos estudantes uma chance de um currículo desafiador que tem amplitude e profundidade. Os alunos devem completar os cursos principais, mas também existem muitas aulas opcionais que cada aluno pode frequentar de acordo com os assuntos que lhes interessem mais. Você pode ter certeza de que estudar na Finlândia será ao mesmo tempo desafiador e gratificante.
Está esperando o quê? Inscreva-se hoje mesmo e conheça todas essas maravilhas de perto!

O que está incluído?

  • Seleção, orientação e suporte no Brasil
  • Material de orientação e embarque
  • Seleção de família anfitriã voluntária
  • Seleção de escola
  • Assistência nos aeroportos
  • Orientações durante o intercâmbio
  • Apoio de voluntários treinados pelo YFU
  • Assistência psicológica profissional, se necessário
  • Seguro de saúde

O que não está incluído?

  • Bilhete aéreo para Helsinque.
  • Despesas com a obtenção de passaporte e visto
  • Dinheiro para gastos pessoais
  • Livros escolares, uniforme, atividades escolares
  • Transporte para escola
  • Viagens opcionais
  • Curso de finlandês ou sueco (duas línguas oficiais do país).

Depoimentos

  • "
    Numa Terra de Mil Lagos
    Todos já ouvimos falar de sauna, celulares Nokia, Mikä Häkkinen (embora sem a trema no “a”), mas poucos temos informações sobre uma distante terra escandinava, lá de onde vem o Papai Noel.
    A Finlândia está no topo das melhores e mais bem organizadas economias do mundo, é a menos corrupta e muito bem informada, com sua grandiosa produção de jornais. Ouvimos falar do frio, no entanto não imaginamos o quão gostoso pode ser o verão daquele lugar, época em que o solo silvestre colore-se com as mais diversas frutinhas e o sol está no meio do céu quando o relógio marca meia-noite!
    Eu tive a melhor experiência! Fui muito bem acolhida numa família especial: Esko, Liisa, Anu-Tuulia, Anne Maaria, Hanna-Riikka e Jasmin (nossa cachorrinha) estão, hoje, sempre em meus pensamentos e no fundo do meu coração. Sinto saudades do meu quarto, onde os mapas de Minas Gerais e Brasil estão na parede até hoje, da escola, dos amigos (finlandeses e outros intercambistas), das nossas casas de verão e de inverno nos lugares mais lindos... Saudades da comida da vovó, de praticar snowboard, de Karjalan piirakka (uma tortinha de arroz, hum!) e de dar palestras sobre o Brasil...
    Certamente são muitas as coisas das quais sinto saudades e nas quais senti diferença. Na escola de Ensino Médio, ou LUKIO, os próprios alunos fazem o seu currículo, baseado nas áreas de maior interesse e nas que serão cobradas no teste final, dependendo da profissão desejada. Tínhamos opções de línguas, artes, música. A Educação Física era a melhor imaginada: aulas de tiro, visitas ao boliche, patinação, snowboard e ski no inverno. Na época dos “Dias Antigos” (um baile dançado por todos os alunos do segundo ano do país – linda e divertida tradição), muito ensaio.
    O mais mágico da Finlândia é o natal. Os “pikku joulu”, ou “pequenos natais”, acontecem desde novembro, uma vez que o costume é comemorar com os colegas de trabalho, com os amigos, na escola, com as famílias e, então, nos dias 24 e 25, ficamos em casa com pais e irmãos. O ritual começa quando enfeitamos a árvore, na manhã do dia 24. Então comemos um mingau de arroz e quem fica com a única castanha que é nele colocada, tem sorte. Horas depois, após outros preparativos (eu fiquei brincando na neve), comemos queijo, tomamos vinho e vamos pra sauna, as meninas separadas dos meninos. Nesse dia, me aventurei a pular na neve e voltar correndo pra sauna – é uma sensação inexplicável! À noite, o jantar. Delícia! Os presentes (muitos e muito bons, pois o Natal é bem mais significante do que o aniversário) são distribuídos e vamos dormir... Na manhã seguinte, saímos cedo para a Igreja Luterana e passamos o resto do dia dormindo, curtindo os presentes, brincando, enfim, aproveitamos a presença um do outro... Uma sensação muito boa.
    Ao final da minha história encantada, o mais curioso foi que convenci minha melhor amiga de lá a vir passar um ano no nosso Brasil, na minha casa, o que foi outra experiência maravilhosa, outra história... Karoliina, minha amiga-irmã, partiu de volta em julho e, no final do mesmo mês, Saaraliisa chegou – mais um pedacinho da Finlândia perto de mim, embora não na minha casa, mas no meu coração!
    "
    Lis Silvério - Finlândia